Princesa do meu lugar
MOSTRA COMPETITIVA

Princesa do meu lugar

Cartaz do filme Princesa do meu lugar

Princesa do meu lugar

Pablo Monteiro,
15', São Luis/MA, 2020

O cruzamento da água doce com a água salgada atualiza antigos movimentos de migração e ocupação do norte do pais. Esse trânsito reafirma costumes e saberes que acompanham o migrante e se ampliam através de trocas no local de chegada. A festa grande para Caboclo Cearense e Divino Espírito Santo em Mosqueiro (PA) é obrigação feita por Maria de Lourdes (Codó/MA), onde caixas, tambores, matracas e maracás se reúnem na matança do Bumba Boi de seu encantado. Este é o espaço de festejo de Ana Guedes e a turma do Tambor de Crioula Filhos e Amigos de Cururupu (MA), moradores dos bairros Terra Firme e Guamá, na capital paraense. “Princesa do meu lugar” oportuniza a potência do encontro de brincadeiras que navegam nas duas águas e desembocam em solo paraense.

Direção / Montagem / Direção de Fotografia: Pablo Monteiro

Som: Carlos Silva